Artigos do Professor Marins e textos discutidos nos Programas de TV

CUIDADO COM OS NEGOCIANTES

NEGOCIADORES E NEGOCIANTES

 

Luiz Marins

 

Existe uma sutil diferença entre um negociador e um negociante.

Negociador é aquele que conduz uma negociação para que as partes cheguem a um acordo que seja benéfico para ambas as partes.

Negociante é aquele que faz negócios e que quase sempre está interessado apenas em ganhar, levar vantagem, sair lucrando em benefício próprio.

Em todos os lugares e em todas as atividades há negociadores e negociantes. É preciso saber identificá-los.

Conheço empresários e executivos que são excelentes negociadores. São capazes de fazer alianças estratégicas, parcerias ganha-ganha, joint-ventures de grande valor para todas as partes envolvidas.

Também conheço empresários e executivos que são meros negociantes, buscando dar o tombo, levar vantagem, criar armadilhas, usar de todas as artimanhas possíveis para ganhar somente para si próprios, muitas vezes atropelando a ética e a moral. Eles se vangloriam de sua esperteza, de sua capacidade de enganar, de ludibriar as pessoas com que estão negociando.

Há políticos bons negociadores, que conduzem intrincadas negociações de forma ética, visando a defesa de uma causa que tem como fim último o bem comum, assim como há políticos que são meros negociantes, procurando qualquer oportunidade para levar vantagem em benefício próprio ou de seus comparsas.

Escrevo isto porque tenho visto, com grande tristeza, empresas e pessoas serem vítimas de negociantes inescrupulosos nestes tempos de crise.

Com o discurso de ajudar, de salvar, de tirar você ou sua empresa da crise, eles propõem parcerias , empréstimos e ajuda financeira fácil, mas, no final, só eles ganharão e, muitas vezes, acabarão tomando sua empresa ou seus bens.

Mais do que nunca é preciso tomar cuidado com os espertos negociantes que aparecem com propostas encantadoras para você ou para sua empresa.

Procure pessoas confiáveis, negociadores éticos e honestos que poderão ajudar você a negociar suas necessidades junto a fornecedores, instituições financeiras e clientes.   Você os remunerará, é claro, mas não cairá na armadilha de negociantes vorazes que não querem o seu bem, mas sua ruína.

Pense nisso. Sucesso!

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais