Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

Cuidado com a preguiça de fazer pequenas coisas


 As coisas grandes e urgentes temos que fazer, gostemos ou não. Ninguém esquece ou deixa para depois, coisas que não pode esquecer, nem deixar para depois....

 O problema está nas pequenas coisas. Muitas coisas são "pequenas" mas são essenciais. E são essas coisas que deixamos para depois ou simplesmente não fazemos.

 Coisas pequenas e simples como dar um telefonema de agradecimento, sair da sua sala e ir até a expedição conversar com o pessoal de logística ou qualquer outro departamento da empresa, são proteladas porque são consideradas simples demais e que podem ser feitas em qualquer momento.  As coisas simples são as que menos fazemos.

 Um exemplo muito comum desse comportamento é que as pessoas que residem em São Paulo ou Rio, por exemplo, dizem que a vantagem de residir num grande centro é que essas cidades têm muitos teatros, concertos, óperas, etc. Se você perguntar qual a última vez que essas pessoas que residem lá foram a um teatro ou ópera, nem se lembrarão, se é que foram algum dia. Por que isso ocorre?

 Simplesmente porque é tão fácil ir - o teatro é perto, concertos ocorrem a todo momento - que a facilidade faz com que nunca se vença a preguiça de ir. "Qualquer dia eu vou..."  e esse dia nunca chega.

 Visitar um amigo, um parente, uma pessoa doente. Ir a um aniversário, a um batizado, a um casamento. Você vai?
 Nesta semana, pense nisso. Lembre-se das coisas simples.

 Boa semana. Sucesso!

 

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais