Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

A crise da Rússia


duvidasParece incrível, mas tenho visto empresas, vendedores e até empresários que agora descobriram uma nova desculpa para não acreditar e não investir. É a "Crise da Rússia".  Depois da desculpa do "El Niño" que todo mundo usou para não fazer as coisas certas em 97 e 98, agora, "graças a Deus" (sic) apareceu essa Crise da Rússia para nos servir de desculpa.

Tenho visto a "crise da Rússia" ser responsabilizada pelas coisas mais incríveis. Desde a queda de vendas em supermercados, até o fracasso em lançamentos imobiliários e a queda na venda de veículos nacionais. Será verdade? Terá a "crise da Rússia" alguma coisa a ver com o dia-a-dia do nosso mercado? Será que não estamos apenas buscando mais uma desculpa? Acredito que sim!

A "crise da Rússia" não pode ser responsabilizada pelas nossas ineficiências. Outro dia um lojista me disse que as vendas haviam caído muito e que a "crise" estava fazendo com que ele amargasse prejuízos imensos. Fui com ele até a sua loja. Encontrei uma loja triste, escura, antiga. Funcionários mal-encarados, sem uniforme ou identificação... Perguntei a ele há quanto tempo ele não renovava as vitrines? Há quanto tempo não treinava seus funcionários? Há quanto tempo não buscava novos produtos? Há quanto tempo não mandava uma mala-direta para seus clientes? Fomos até um telefone e liguei para a sua loja e fiz uma série de perguntas – ninguém soube responder. O atendimento foi péssimo! O atendimento era da pior qualidade...A loja dele, de fato, estava vazia!

Outro lojista, do mesmo shopping, porém, me disse que a "crise" não o havia atingido. Ele estava vendendo a cada dia mais. Fomos até a sua loja. O que vimos? Vitrines renovadas, funcionários treinados, café expresso para clientes no fundo da loja, poltronas para os maridos descansarem e lerem uma revista ou jornal enquanto a mulher fazia as compras. Vi uma loja arejada, clara, limpa, alegre! Fui a um telefone e liguei para a loja perguntando sobre seus produtos e fui maravilhosamente bem atendido! Precisa dizer mais?

Não é a "crise da Rússia" que está matando as empresas. São elas próprias que não compreenderam que o mercado mudou, que o cliente mudou – está mais exigente -  que a competição está cada vez mais acirrada e que agora é hora de mudar ou morrer!

Antes de falar da "crise da Rússia", faça um exame de consciência e veja se a "crise" não está mesmo é dentro de você.

Pense nisso. Sucesso!

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais