Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

A ilusão de que dinheiro é tudo

a-ilusao-de-que-dinheiro-e-tudo

Agora é “padrão FIFA”. A cada dia somos bombardeados por mais notícias de corrupção. Pessoas que compram pessoas e outras que se vendem. Pessoas que fraudam seguro saúde, DPVAT, INSS, obras públicas e tudo de onde podem vislumbrar dinheiro, são contadas aos montões. Agora, tanto a justiça, as polícias, bem como a imprensa começam a desvendar essas redes e expor os corruptos à execração pública.


Conversando com psiquiatras e advogados que atendem ou já atenderam pessoas envolvidas nesses processos, eles afirmaram que elas dariam tudo o que roubaram e mais um pouco para terem de volta a sua imagem de honestidade e o respeito de sua família, amigos e concidadãos. “Não podem mais sair às ruas e vivem escondidas em meio aos milhões de dólares conseguidos desonestamente. Muitos acham que isso tudo é mais uma mentira e que com dinheiro ‘lá fora’ como se diz de quem tem contas bancárias escusas no exterior, essas pessoas são sempre felizes e seguras e que o resto pouco importa, mas a verdade é bem outra: o arrependimento e a vergonha corrói essas pessoas até a morte”, afirmaram. “Mesmo os que ainda não foram pegos pela justiça estão vivendo um verdadeiro inferno”, completaram esses profissionais.


Com base nessas conversas com profissionais, procurei religiosos com a mesma questão. Falei com sacerdotes, monges e pastores que afirmaram, ainda com mais ênfase, que essas pessoas estão vivendo o inferno na Terra e novamente que “elas dariam tudo para poder olhar nos olhos de seus ex-amigos e familiares, andar pelas ruas e não viver fugindo sem saber para onde”. E reafirmaram que “mesmo os que ainda não foram pegos, estão desesperados de arrependimento e não sabem o que fazer para reverter uma situação irreversível”.


Será que a ilusão de que o dinheiro é tudo na vida não está hoje realmente impregnada em nossas mentes? Será que os valores éticos, morais e religiosos definitivamente caíram de moda? Será que esses milionários corruptos, na verdade, não estão nem aí para os pobres honestos e que com o dinheiro que roubaram podem comprar a própria consciência e a felicidade?


Deixo para você leitor a decisão. O que você pensa? O que faria se tivesse a chance de uma corrupção milionária? O que é importante para você na vida?

 

Pense nisso. Sucesso!

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais