Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

A Copa, as eleições e as previsões imprevisíveis

previsoes-imprevisiveisDaniel Kahneman, prêmio Nobel de economia de 2002, afirma de forma definitiva, com base em inúmeras pesquisas, que qualquer previsão sobre eventos que não tenham regularidade em sua essência são meros “achismos” sem valor algum. Assim, como se comportarão as bolsas de valores, qual será o resultado de um torneio desportivo ou das eleições presidenciais serão sempre meros produtos da imaginação e cujo acerto dependerá apenas da sorte de quem fizer as previsões. Nada além de pura sorte.

 

A Copa do Mundo poderá ser um fracasso ou um sucesso. Ninguém sabe. O propalado caos nos aeroportos e estádios poderá ocorrer como poderá não acontecer. O número de turistas poderá ser maior ou menor do que propagam os analistas. O Brasil poderá ganhar a copa ou perder. E não se esqueça que poderá ganhar ou perder da Argentina, o que muda todo o cenário de bem-estar e autoestima da população com prováveis reflexos nas eleições.

 

Da mesma forma, ninguém sabe o que acontecerá com as eleições. A atual presidente poderá ganhar ou perder. Muita coisa acontecerá até outubro e tudo poderá mudar. Basta você olhar para o passado e se lembrará de quantas surpresas já teve em relação a jogos de futebol e eleições. É impossível prever.


Mas se é impossível prever, por que gastamos tanto tempo discutindo, ouvindo e até acreditando nos gurus, especialistas e visionários? A resposta é simples: o ser humano precisa se sentir seguro e confortável e para isso precisa acreditar que é capaz de prever acontecimentos que, na verdade, são imprevisíveis. Fazer previsões sobre acontecimentos imprevisíveis dá ao ser humano uma sensação de domínio sobre os fatos. É pura ilusão.

 

O que fazer então? Meu conselho é que você continue trabalhando e se preparando para vários cenários. As previsões são mais acertadas quanto mais próximo está um evento. Veja como fazer para ter vários planos B, C e até D, para caso ocorra “uma coisa” ou a “coisa oposta”. E lembre-se que a vida é assim mesmo e não mudará. Excesso de preocupação e nervosismo não mudarão o futuro imprevisível. Correr riscos e tomar decisões faz parte da vida não só dos empreendedores e empresários, mas de todas as pessoas que estão vivas.

 

Monte o seu cenário, acredite e pise fundo e torça para que as coisas aconteçam como você previu. Boa sorte!

 

Pense nisso. Sucesso!

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais