Artigos do Prof. Marins e textos dos programas de TV

Cuidado com pensamentos conspiracionistas

Conheço pessoas que veem conspiração em tudo. Tudo e todos conspiram contra elas. Desde pessoas, até forças sobrenaturais. Não admitem a menor coincidência - quando as coisas não acontecem da forma como desejavam ou imaginavam, logo enxergam alguma conspiração.  Esses pensamentos se agravam quando uma sequência de fatos desagradáveis ocorre em suas vidas - doenças, dívidas, problemas familiares ou dissabores diversos.

 

Essas pessoas acreditam existir e vivem a buscar conspiradores, pessoas invejosas que desejam o seu fracasso a qualquer preço e se utilizam dos meios mais incríveis para destruí-las. Elas acreditam nisso de tal forma que chegam a perder a plena saúde mental e se deixam cair nas mãos de pessoas inescrupulosas que se aproveitam de seu estado frágil para criar uma dependência psicológica, muitas vezes com fins puramente financeiros.

 

Escrevo sobre isso, porque ando impressionado ao ver quantas pessoas têm sido vítimas de pensamentos conspiracionistas. Dizem que seus chefes as perseguem; colegas de trabalho falam mal pelas costas para prejudicá-las; problemas de saúde ocorrem repentinamente; até um furto ou perda de um pequeno bem ocorre e, imediatamente, ligam esses acontecimentos ou pensamentos negativos a pessoas que contra elas estariam conspirando por desejar a sua ruína.

 

Quando esses pensamentos ocorrem é preciso ter cuidado. É preciso não cair no primitivismo de buscar a causa das coisas que não compreendemos em bruxarias, feitiçarias, mau olhados, conspirações cósmicas e que tais. É preciso tomar cuidado para não cair nas mãos de charlatães. É preciso ter uma fé sólida, madura, estruturada quando esses pensamentos conspiracionistas invadem nossa mente.

 

Noto, porém, que muitas dessas pessoas que se dizem vítimas de conspirações, elas próprias têm sentimentos negativos em relação a outras pessoas ou um comportamento pouco ético ou de moral duvidosa. Falam mal dos outros, são invejosas, prejudicam pessoas com suas ações desonestas e querem levar vantagem sobre outras pessoas ou instituições. Ou seja, o sentimento que elas têm muitas vezes é fruto do comportamento que possuem.

 

Assim, viver corretamente, dentro de princípios elevados de ética e moral parece ser o melhor antídoto contra pensamentos conspiracionistas, pois como diz o velho ditado: “Quem não deve, não teme.”

 

Pense nisso. Sucesso!

Enviar para DiggEnviar para FacebookEnviar para Google PlusEnviar para TwitterEnviar para LinkedIn

Informações Adicionais